Neste mês dedicado às Vocações, nosso querido e simpático Irmão Cesar Francisco, Salesiano Coadjutor, deixa aqui seu Testemunho Vocacional.

Olá irmãs e irmãos!

Sou o Ir. Cesar Francisco, nasci no dia 06 de junho de 1991 no bairro de Itaquera – SP.

É uma alegria poder compartilhar com vocês, um pouco da minha história vocacional!

Sou o filho caçula de Fernando Francisco e Maria das Graças, e tenho dois irmãos: Fernando Henrique e Ernane Eduardo. Em casa vivenciei as primeiras experiências de fé aprendida com meus pais, que sempre me animaram a ter uma participação efetiva na vida de comunidade, e ali na minha comunidade de origem tive o meu primeiro contato com o carisma salesiano.

Irmão Cesar e Pe Alexandre

As atividades que eram proporcionadas para as crianças, adolescentes e jovens aos finais de semana faziam com que a comunidade se tornasse verdadeiramente, para nós, uma casa que acolhe. E iniciando no grupo de coroinhas, pouco a pouco, o sentido de pertença aumentava no meu coração e o desejo de estar ali participando, convivendo, brincando e ajudando nas atividades me cativou por completo.

Passou o tempo e Dom Bosco continuou presente em minha vida, pois comecei a frequentar o centro profissionalizante como aluno da obra salesiana. O espírito alegre e o sentido de corresponsabilidade cultivado pelos educadores da obra, contribuiu de maneira significativa na minha formação humana e amadurecimento. Sou muito grato a esse período vivenciado naquele espaço educativo e após 2 anos de curso, saí para o mercado de trabalho. Tanto as experiências de estudo, namoro e trabalho que realizei e que são próprias da juventude, fizeram com que eu aprendesse a valorizar cada momento e oportunidade proporcionada pela vida. 

Embora vivenciando diversas experiências marcantes na casa salesiana e ouvindo com frequência as motivações de salesianos para que eu também abraçasse esse estilo de vida, o meu projeto para aquele momento visava outros horizontes. Contudo, em dezembro de 2010 aceitei o convite de participar da semana missionária na cidade de Nova Odessa – SP. E através dessa primeira missão, iniciei meu processo de discernimento vocacional e em dezembro de 2011 fiz o pedido para fazer uma experiência mais intensa no aspirantado salesiano em Pindamonhangaba – SP.

Em janeiro de 2015 realizei minha primeira profissão religiosa como salesiano de Dom Bosco. Minha opção vocacional foi a do segmento de Cristo como leigo consagrado, ou seja, salesiano irmão. Ao iniciar meu processo de discernimento vocacional em 2011, a vocação laical sempre me chamou à atenção, de modo especial, ao aprofundar através da literatura sobre a história da vida religiosa consagrada e como a figura do leigo consagrado tem um papel singular nesse projeto Deus para a humanidade e para Igreja.

Nessa semana temos a oportunidade de olhar com carinho para vida religiosa consagrada, embora a vocação laical ainda seja encarada com preconceito por algumas pessoas que não tem o conhecimento dessa vocação específica e também pelo encobertamente causado pelo clericalismo. Mas diante da pergunta de qual vocação dentro da vida religiosa é a maior, a vocação presbiteral ou a vocação laical? O próprio evangelho nos oferece a resposta: “O maior é aquele que serve.”(Mt 20, 26)

Enfim, rezemos para que o Senhor continue suscitando no coração de muitos jovens o desejo de ser no mundo, um sinal visível do Seu amor e que Maria Auxiliadora nos guie nesse percurso rumo aos céus!

Um fraterno abraço. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *