Como foi a Juventude do Padroeiro da Juventude?

E porque será que Luís Gonzaga foi escolhido pela Igreja para ser o padroeiro da Juventude?

Porque ele morreu jovem, com 23 anos? Porque ele era inteligente, descolado? Um pouco disso e muito mais: ele sabia o que queria e ninguém fazia sua cabeça… Luís disse um dia:

Deus me deu a graça de não pensar senão no que quero”.

E era apaixonado por Deus. Olha o que ele falou a um amigo:

O Deus que me chama é Amor”

Ele não foi o rei do baião, como o nosso Luís Gonzaga brasileiro, mas foi o cara que disse:

“Deus me deu a graça de não pensar senão no que quero.”

UAU!!!!!!!!!! E como conseguia isso? Ele mesmo deu a receita: com oração!

Aquele que não é homem de oração não triunfará jamais sobre si mesmo”

A História de sua Infância e Adolescência…

Foi filho de marqueses, primo de reis, mas isso nunca fez sua cabeça. Seu pai gostava de batalhas e espadas, mas a arma da marquesa era o terço e a caridade. Luís era um pouco dos 2: desde pequeno, gostava de ouvir, falar e pensar em Deus, mas se empolgava com as armas do pai.

Garoto Travesso

O Marquês deu a Luís de presente uma pequena armadura, um elmo, uma espadinha e um arcabuz de verdade. E o levou ao acampamento onde passaria em revista as tropas que levaria consigo para uma guerra. Luís era travesso e, quando ninguém estava vendo, na hora da soneca dos soldados, aproximar-se de um canhão, acendeu-lhe o pavio e… BÚÚÚÚÚMMM!

O acampamento todo acordou com o estrondo, e encontraram o Luís desmaiado, vítima do coice que recebeu da arma.

Com 5 anos Luís já gostava de estar junto aos cavaleiros, das tropas de infantaria e imitava seu passo marcial. Mas muitas vezes repetia os palavrões que ouvia de alguns deles. Seu professor lhe disse que aquela não era a linguagem de lábios limpos. Luís chorou muito de arrependimento e pediu perdão a Jesus. Luís  sempre dizia que com sete anos começou a sua conversão.

Quando tinha 10 anos conheceu o Cardeal, Arcebispo de Milão, São Carlos Borromeu. O santo disse sobre Luís: Jamais encontrei jovem que em tal idade atingisse tão elevada perfeição”.

Luís fez a Primeira Comunhão com São Carlos Borromeu

A adolescência de São Luís Gonzaga passou de castelo em castelo, de corte em corte, de festa em festa, mas sempre guardou o coração em Deus. Aos 12 anos gostava de ficar um tempão adorando Jesus, olhando para o Santíssimo em contemplação.

Um dia, leu um livro de missionários jesuítas na Índia e descobriu o que queria da vida: ser jesuíta. Ele reuniu um grupo de meninos pobres e começou a ensiná-los o Catecismo durante os feriados de verão.

Príncipe Carlos da Áustria

O pai de Luís foi escolhido para servir a Imperatriz Maria da Áustria na sua viagem à Espanha. E Luís, que tinha quase a mesma idade do príncipe, foi encarregado de o pajear e estudar com ele.

Não foi nada fácil conseguir de seu pai marquês que o deixasse seguir sua vocação. Ficou um ano pedindo e fazendo penitências.

Luiz tinha muita amizade com seu Anjo da Guarda, gostava de rezar:

Santo Anjo de Deus que sois a minha guarda e a quem eu fui confiado por celestial piedade, iluminai-me, guardai-me, regei-me, governai-me. Amém!”

Quando seu pai permitiu, Luís renunciou todos seus direitos, herança e títulos reais em favor do irmão. Entrou no noviciado da Companhia de Jesus em Roma com apenas 17 anos. Que fera!

No convento, era bom aluno, alegre e os outros seminaristas gostavam de ficar perto dele porque tudo que falava era interessante. Sendo filho de marques, saia com os colegas pedir esmolas para o convento na boa. Dizia:

“Tenho diante dos olhos Jesus Cristo humilhado pelos pecados dos homens, e a recompensa eterna que Ele dá àqueles que se rebaixam por amor a Deus.”

Luís morreu com 23 anos porque cuidou de uns doentes com um vírus que era incurável na época e acabou infectado. O dia de São Luís Gonzaga é 21 de junho.

São Luís Gonzaga: Rogai por nós!!!

Fonte: https://blog.cancaonova.com/

Deixe sua mensagem para nós: