Quinta-feira da 20ª semana do Tempo Comum

Evangelho (Jo 1, 45-51)

45 Filipe encontrou-se com Natanael e lhe disse:
“Encontramos aquele de quem Moisés escreveu na Lei,
e também os profetas:
Jesus de Nazaré, o filho de José”.

46 Natanael disse:
“De Nazaré pode sair coisa boa?”
Filipe respondeu: “Vem ver!”
47 Jesus viu Natanael que vinha para ele e comentou:
“Aí vem um israelita de verdade,
um homem sem falsidade”.
48 Natanael perguntou: “De onde me conheces?”
Jesus respondeu:
“Antes que Filipe te chamasse,
enquanto estavas debaixo da figueira,
eu te vi”.
49 Natanael respondeu:
“Rabi, tu és o Filho de Deus,
tu és o Rei de Israel”.
50 Jesus disse:
“Tu crês porque te disse:
Eu te vi debaixo da figueira?
Coisas maiores que esta verás!”
51 E Jesus continuou:
“Em verdade, em verdade, eu vos digo:
Vereis o céu aberto
e os anjos de Deus subindo e descendo
sobre o Filho do Homem”.

Reflexão:

Queridos irmãos,

A liturgia da Palavra de Deus hoje nos propõe que assim como Filipe sejamos, também nós, anunciadores da boa nova do evangelho. Em Jesus cumpre-se a promessa de Deus feita ao povo da antiga aliança. Em Jesus se resume toda a profecia e a toda lei. Tudo converge para Ele. Filipe anuncia, com fé, aquilo que mais maravilhoso pôde acontecer com o povo de Deus outrora escravizado.

Na celebração desta liturgia de hoje é preciso pedir de Deus a graça de viver o Evangelho, de anunciá-lo com destemor e fé, a fim de que outros façam esta mesma experiência de Deus. Esse deve ser um pedido sempre presente nas nossas orações. Ter um coração e a vida voltados para Deus. Um coração e uma vida capazes de disseminar o bem.

Como Filipe precisamos estar atentos aos sinais dos tempos. Precisamos estar disponíveis para viver uma vida de solicitude à Palavra de Deus. Que Ele nos ajude a vivermos a partir disto. Amém.

Leandro Francisco da Silva

Pós-noviço salesiano

leandrofsdb@yahoo.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *