Sábado da 19ª semana do Tempo Comum

Evangelho (Mt 19, 13-15)

Naquele tempo: 
13 Levaram crianças a Jesus, 
para que impusesse as mãos sobre elas e fizesse uma oração. 

Os discípulos, porém, as repreendiam. 
14 Então Jesus disse: 
‘Deixai as crianças, e não as proibais de virem a mim, 
porque delas é o Reino dos Céus.’ 
15 E depois de impôr as mãos sobre elas, Jesus partiu dali. 

 

Reflexão:

Estimados irmãos,

A liturgia da Palavra de hoje nos coloca diante da cena bíblica do impedimento por parte dos discípulos da aproximação das crianças até Jesus. Jesus, numa atitude diversa da deles, repreende-os e pede que não as proibais de se aproximar dele, pois o delas é o reino dos céus.

Jesus no Evangelho de hoje pede de nós a humildade da acolhida. Por vezes, também na vida da igreja, as pessoas recém-chegadas na igreja não encontram de imediato um lugar de acolhida e de partilha. Não poucas vezes os muitos serviços na igreja por longos anos sendo executados por uma mesma e só pessoa, torna-nos uma igreja fechada em nós, impossibilitada de acolher outras pessoas, com medo de que estas lhe “roube” o serviço por longos anos feitos por esta mesma pessoa. O medo dos discípulos talvez tenha sido o de Jesus colocar de novo a criança no centro, roubando-lhe seu lugar de destaque.

Jesus nos ensina a fazer diferente, nos ensina a acolher a todos, não importando sua idade, tempo em que chegou na igreja. O importante é fazer parte. É viver à luz do Evangelho. É ser por Jesus acolhido. Que a exemplo de Jesus sejamos também nós uma igreja acolhedora de todo povo. Há passos significativos, mas é sempre necessário caminhar sempre mais adiante à semelhança com Cristo.

Leandro Francisco da Silva

Pós-noviço salesiano

leandrofsdb@yahoo.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *