Sábado da 11ª semana do Tempo Comum – Solenidade do Nascimento de São João Batista

Evangelho (Lc 1, 57-66.88)

 

Quando se completou o tempo da gravidez, Isabel deu à luz um filho. Os vizinhos e os parentes ouviram quanta misericórdia o Senhor lhe tinha demonstrado, e alegravam-se com ela.

No oitavo dia, foram circuncidar o menino e queriam dar-lhe o nome de seu pai, Zacarias. A mãe, porém, disse: “Não. Ele vai se chamar João». Disseram-lhe: «Ninguém entre os teus parentes é chamado com este nome! ». Por meio de sinais, então, perguntaram ao pai como ele queria que o menino se chamasse. Zacarias pediu uma tabuinha e escreveu: «João é o seu nome! » E todos ficaram admirados. No mesmo instante, sua boca se abriu, a língua se soltou, e ele começou a louvar a Deus. Todos os vizinhos se encheram de temor, e a notícia se espalhou por toda a região montanhosa da Judéia. Todos os que ouviram a notícia ficavam pensando: «Que vai ser este menino? » De fato, a mão do Senhor estava com ele. O menino crescia e seu espírito se fortalecia. Ele vivia nos desertos, até o dia de se apresentar publicamente diante de Israel.

 

Reflexão

 

Queridos irmãos e irmãs,

A liturgia de hoje, da solenidade do nascimento de João Batista, o precursor de Jesus, nos apresenta a história do nascimento e da escolha do nome de João. Acostumados de o nome da criança ser dado a partir dos nomes dos outros familiares, o povo ficou sem entender o porquê de o menino se chamar João, assim como havia sido predito pelo anjo do Senhor à Zacarias. Assim como Zacarias, no primeiro momento, o povo também não entendia, estavam presos à tradição. Uma tradição fechada às novidades, ao novo. Deus muda a lógica. É preciso que Zacarias, antes mudo porque duvidou, fale, para que o povo creia, para que entendam que aquilo que ali se dá transcende sua compreensão. É mistério. Deus quis precisar de João, de sua vocação de precursor, isto é, aquele que prepara o caminho. Aquele que vem antes, a fim de anunciar, no deserto, um novo caminho, uma nova possibilidade que se abre. Um novo jeito de ser de Deus, de segui-lo.

Peçamos de Deus a graça de, assim como João, sermos homens e mulheres que preparam o caminho do Senhor. Homens e mulheres, discípulos e discípulas do anúncio que, preparam com o testemunho de vida e com as palavras, a vinda do reino. Assim seja.

Leandro Francisco da Silva, SDB

Pós-noviço salesiano

leandrofsdb@yahoo.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *