Quarta- feira da 28ª semana do tempo comum, São Lucas.
Evangelho (Lc 10,1-9)

Naquele tempo 1 o Senhor escolheu outros setenta e dois discípulos e os enviou dois a dois, na sua frente, a toda cidade e lugar aonde ele próprio devia ir. 2 E dizia-lhes: “A messe é grande, mas os trabalhadores são poucos. Por isso, pedi ao dono da messe que mande trabalhadores para a colheita.

3 Eis que vos envio como cordeiros para o meio de lobos. 4 Não leveis bolsa, nem sacola, nem sandálias, e não cumprimenteis ninguém pelo caminho! 5 Em qualquer casa em que entrardes, dizei primeiro: ‘A paz esteja nesta casa!’ 6 Se ali morar um amigo da paz, a vossa paz repousará sobre ele; se não, ela voltará para vós. 7 Permanecei naquela mesma casa, comei e bebei do que tiverem, porque o trabalhador merece o seu salário. Não passeis de casa em casa. 8 Quando entrardes numa cidade e fordes bem recebidos, comei do que vos servirem, 9 curai os doentes que nela houver e dizei ao povo: ‘o Reino de Deus está próximo de vós’”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor !

Reflexão:

Quando Jesus disse: Pedi pois ao dono da messe que envie trabalhadores para a sua colheita!”
Entendo que diz pedir ao Pai para que envie Cristãos para evangelizar todo o povo que ainda está sem Pastor pelo mundo a fora, melhor dizendo aqueles que ainda não conhecem a Palavra de DEUS, desconhecem o caminho da salvação.
A esperança de Jesus e a alegria do Pai é que sejamos discípulos fiéis ao nosso apostolado, que mesmo nas tribulações confiamos e transmitimos esta mesma confiança sem desanimar e nem desacreditar que DEUS é providência, que para evangelizar não precisamos levar nada além do seu amor nas palavras e nas nossas ações de testemunho de fé que vem do Espírito Santo, utilizando todos os exemplos deixados por Jesus Cristo, entrar desejando a paz, difundir o Evangelho e com a alegria do Cristão transmitir esperanças, anunciar a boa nova com o objetivo de aumentar o máximo possível o reino do céu.

José Magalhães Corrêa Neto

Deixe sua mensagem para nós: