Terça-feira da 15ª semana do Tempo Comum

Evangelho (Mt 11, 20-24)

Naquele tempo: 
20 Jesus começou a censurar as cidades 
onde fora realizada a maior parte de seus milagres, 
porque não se tinham convertido. 

21 ‘Ai de ti, Corazim! Ai de ti, Betsaida! 
Porque, se os milagres que se realizaram no meio de vós, 
tivessem sido feitos em Tiro e Sidônia, 
há muito tempo elas teriam feito penitência, 
vestindo-se de cilício e cobrindo-se de cinza. 
22 Pois bem! Eu vos digo: 
no dia do julgamento, Tiro e Sidônia 
serão tratadas com menos dureza do que vós. 
23 E tu, Cafarnaum! Acaso serás erguida até o céu? 
Não! Serás jogada no inferno! 
Porque, se os milagres que foram realizados no meio de ti 
tivessem sido feitos em Sodoma, 
ela existiria até hoje! 
24 Eu, porém, vos digo: no dia do juízo, 
Sodoma será tratada com menos dureza do que vós!’ 

 

Reflexão:

Queridos irmãos,

A liturgia da Palavra desta terça-feira da 15ª semana comum nos traz a cena bíblica, onde pela qual Jesus, falando aos seus discípulos, adverte a comunidade sobre o tema da fé. “Muitos são os sinais, poucas, contudo, são as conversões”. Jesus adverte os discípulos de que o mais importante não são os milagres e sinais e sim a conversão. Os primeiros nos mostram a divindade de Jesus, sua profunda relação com o Pai, aumenta a nossa fé. Não é possível, contudo, numa perspectiva de fé cristã, viver apenas dos sinais, numa relação de “troca” com Jesus. É preciso um passo além, é preciso mudar de vida.

Parece-me aqui oportuno trazer, numa perspectiva joanina, o tema do “sinal”. Para João o que chamamos de milagre, significa sinal. Se entendermos que o milagre para nele mesmo, ao passo que o sinal sempre nos remete a algo maior que ele mesmo, entendemos bem a distinção do evangelista. Os sinais de Jesus sempre nos remete a algo maior: O próprio JESUS. É preciso ir além das aparências dos gestos e ritos religiosos. É preciso ir à essência, o que dá sentido a eles: Jesus.

Que Deus nos dê a graça da fé. Transforme nossos comportamentos à luz de sua vontade. Que Deus nos ajude a fazer da fé um caminho seguro de transformação interior. Amém.

Leandro Francisco da Silva, SDB

Pós noviço salesiano

leandrofsdb@yahoo.com.br

Deixe sua mensagem para nós: