Bom dia, Sexta feira, Oitava da Páscoa, São Marcelino.
Evangelho do dia: (Jo 21,1-14)
Naquele tempo, 1Jesus apareceu de novo aos discípulos, à beira do mar de Tiberíades. A aparição foi assim: 2Estavam juntos Simão Pedro, Tomé, chamado Dídimo, Natanael de Caná da Galileia, os filhos de Zebedeu e outros discípulos de Jesus.
3Simão Pedro disse a eles: “Eu vou pescar”. Eles disseram: “Também vamos contigo”. Saíram e entraram na barca, mas não pescaram nada naquela noite. 4Já tinha amanhecido, e Jesus estava de pé na margem. Mas os discípulos não sabiam que era Jesus. 5Então Jesus disse: “Moços, tendes alguma coisa para comer?” Responderam: “Não”.
6Jesus disse-lhes: “Lançai a rede à direita da barca, e achareis”. Lançaram pois a rede e não conseguiam puxá-la para fora, por causa da quantidade de peixes. 7Então, o discípulo a quem Jesus amava disse a Pedro: “É o Senhor!” Simão Pedro, ouvindo dizer que era o Senhor, vestiu sua roupa, pois estava nu, e atirou-se ao mar.
8Os outros discípulos vieram com a barca, arrastando a rede com os peixes. Na verdade, não estavam longe da terra, mas somente a cerca de cem metros. 9Logo que pisaram a terra, viram brasas acesas, com peixe em cima, e pão. 10Jesus disse-lhes: “Trazei alguns dos peixes que apanhastes”.
13Jesus aproximou-se, tomou o pão e distribuiu-o por eles. E fez a mesma coisa com o peixe. 14Esta foi a terceira vez que Jesus, ressuscitado dos mortos, apareceu aos discípulos.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor !

Reflexão:

Podemosafirmar que Simão Pedro era o melhor ou senão um dos melhores pescadores da época, ainda foram juntos pescar outros bons também, que com certeza deveriam conhecer todas as táticas, as iscas, os melhores lugares, mas a Palavra enfatiza que naquela noite não pegaram nada.
Já amanhecendo, com certeza já estavam exaustos, todos cansados do batente, percebe se até mesmo por não reconhecerem a presença do Senhor e na resposta ceca dada a pergunta se tinham algum alimento, respondendo simplesmente “Não”.
Mas o interessante também é quando, mesmo sem reconhecerem a presença do ressuscitado, quando foi sugerido para lançarem a rede a direita da barca, eles pensando atender a voz de um desconhecido no momento, mesmo cansados e desacreditados, deram atenção, voltaram e conseguiram trazer muitos e muitos peixes.
Aí está o ensinamento do Evangelho, mesmo quando parecermos ter toda experiência no que fazemos mas por um motivo ou outro estar dando errado algo que humanamente não conseguimos entender, Jesus envia seus anjos para falar, instruir, indicar a solução, então precisamos humildemente aceitar ajuda e tratar todos da mesma forma como se tivesse tratando com o próprio Cristo.
Pois se agirmos indiferente, ou seja menosprezando os nossos irmãos de alguma forma, seja em palavras, gestos ou atitudes e não nos confessamos o arrependimento não somos dignos de comungar com Ele,.

Deixe sua mensagem para nós: