Já se passaram dez meses desde que o Pe. Tom SDB foi raptado no Iêmen. A Congregação e a Família Salesiana – que também desde o início exortou incessantemente a rezar pela sua libertação – convidam agora, sempre confiantes na intercessão da Mãe do Salvador, a pôr esta especial intenção na novena a N. Sra. Auxiliadora (15 a 23 de janeiro de 2017) e para o dia da Comemoração mensal da Auxiliadora, em 24 de janeiro de 2017.

A iniciativa, proposta pela Associação de Maria Auxiliadora Primária (ADMA Primária), de Turim, contou imediatamente com o total apoio e relançamento do Reitor-Mor, Pe. Ángel Fernández Artime, que convida todos os Salesianos e membros da FS a dela participar com Fé e Devoção.

“Como Associação nos sentimos particularmente empenhados em rezar pelos sacerdotes e, por isso, desejamos pedir a intercessão de Maria Auxiliadora Imaculada pela libertação do P. Tom” – explicaram o Sr. Tullio Lucca e o P. Pierluigi Cameroni, respectivamente Presidente e Animador Espiritual da ADMA.

Quando a Dom Bosco pediam por uma graça, costumava responder: “Se quiserdes receber graças e favores da Virgem Maria fazei uma Novena” (MB IX,289). Tal novena, segundo o Santo, devia ser feita possivelmente “na igreja, com Fé viva” e era sempre um ato de homenagem à Eucaristia.

As disposições de ânimo por que a novena seja eficaz são para Dom Bosco as seguintes:

não confiar nas forças dos homens, mas ter Fé em Deus;
que o pedido se apoie totalmente em Jesus Sacramentado, fonte de graça, bondade e bênção, e que se apoie no poder de Maria que, nesse templo, Deus a quer glorificar sobre a terra;
que, em todos os casos, se ponha a condição do “seja feita a vossa vontade” e seja para o bem da alma daquele por quem se reza.

A estrutura da novena prevê recitar por nove dias consecutivos:

– três Pai-Nossos, Aves e Glórias, ao Santíssimo Sacramento, com a prece: “Seja louvado e agradecido em todo o momento o Santíssimo e Diviníssimo Sacramento”;

– três Salve-Rainhas, com a invocação ‘Nossa Senhora Auxiliadora dos Cristãos, rogai por nós’.

Condições requeridas:

– receber os Sacramentos da Confissão e da Comunhão;
– fazer uma oferta ou dar o seu próprio trabalho para o sustento das obras de apostolado, preferivelmente em favor da juventude;
– avivar a Fé em Jesus-Eucaristia e a Devoção a Maria Auxiliadora.

ANS – Roma

Fonte: http://www.salesianos.com.br/

Deixe sua mensagem para nós: