Diariamente belas histórias de diversos membros da Família Salesiana que destacaram-se pela vida de exemplo de santidade, fé, obediência e perseverança nos ensinamentos e vida de Nosso Senhor Jesus Cristo. Hoje conheceremos: São Luís Guanella.

São Luís Guanella (1842-1915)

Beatificado em 25-10- 1964 
Canonizado em 23-10- 2011

Padre Luís Guanella. Fraciscio di Campodolcino (So) 19-12-1842 – Como 24-10-1915
Luís Guanella nasceu em Fraciscio di Campodolcino no Val San Giacomo (Sondrio) no dia 19 de dezembro de 1842.

A particular situação geográfica da terra na qual Luís cresceu forjou nele um caráter sólido: firmeza, temperança, espírito de sacrifício. Distinguiu-se sempre pela sua grande fé enriquecida e alimentada pela piedade popular, que respirava graças à sua proximidade aos simples e aos pobres. Estudou no colégio Gallio de Como e em vários seminários diocesanos. Foi ordenado sacerdote em 1866 e, pouco tempo depois, foi nomeado pároco de Savogno. Dedicou-se com muito zelo aos jovens, ocupando-se por eles da escola e revitalizando a Ação Católica.

Ao mesmo tempo tomou contato com Dom Bosco. Fascinado pelo carisma salesiano, tentou abrir um colégio para os jovens, mas a operação não foi adiante. Quis, contudo, estar com Dom Bosco, e em 1875 fez-se Salesiano. Ocupou-se do oratório “São Luís” em Turim e, pouco depois, foi nomeado diretor do colégio “Dupraz” em Trinità (Cuneo). Ficou na Congregação Salesiana por três anos, porque o Senhor tinha disposto diversamente: o bispo, de fato, chamou-o de novo à diocese. Luís não tinha medo de defender os seus jovens e os seus pobres mesmo diante das pretensões dos poderosos e dos políticos.

Também por esse motivo foi obrigado a fechar a escola para crianças pobres aberta em Traona. Enviado pelo bispo para dirigir um asilo de idosos pobres, encontrou na obra um grupo de Ursulinas que organizou numa congregação: as Filhas de Santa Maria da Providência. A nova congregação dedicava-se à educação da juventude, especialmente mais pobre e marginalizada, da assistência aos doentes, mentais, mas não só, do acompanhamento e sustento dos idosos abandonados.

Fundou em Como a Casa da Divina Providência, na qual erigiu o santuário do Sagrado coração. Apoiado pelo bispo fundou também o ramo masculino: os Servos da Caridade, também eles com as mesmas finalidades. As suas congregações floresceram na Itália, Suíça e Estados Unidos. Para apoiar os moribundos fundou a Pia União do Trânsito de São José. Construiu diversas igrejas e obras para os migrantes e marginalizados.

O quê aprendeu da experiência feita com Dom Bosco não foi só a predileção pelos jovens, que, contudo levou adiante por toda a vida, mas de modo particular a obediência cega e sacrificada diante dos superiores. Como Dom Bosco foi obediente ao bispo, mesmo no sofrimento e na incompreensão. Morreu em Como no dia 24 de outubro de 1915. Foi beatificado em 25 de outubro de 1964.

SDB.ORG

Fonte: http://www.salesianos.com.br/sailuisguanella/

Deixe sua mensagem para nós: