Terça-feira da 9ª semana comum

Evangelho (Mc 12, 13-17) 

Então, mandaram alguns fariseus e partidários de Herodes, para apanhar Jesus em alguma palavra.

Logo que chegaram, disseram-lhe: «Mestre, sabemos que és verdadeiro e não te deixas influenciar por ninguém. Tu não olhas a aparência das pessoas, mas ensinas segundo a verdade o caminho de Deus. Diz-nos: é permitido ou não pagar imposto a César? Devemos dá-lo ou não?». Ele percebeu-lhes o fingimento e respondeu: «Por que me armais uma armadilha? Trazei-me a moeda do imposto para eu ver». Trouxeram-lhe uma moeda. Ele perguntou: «De quem é esta figura e a inscrição?». Responderam: «De César». Então, Jesus disse: «Devolvei, pois, a César o que é de César e a Deus, o que é de Deus ». E estavam extremamente admirados a respeito dele.

Reflexão

Queridos irmãos,

A liturgia desta terça-feira da 9ª semana comum nos coloca na perspectiva da cena bíblica, pela qual jesus é tentado. Os judeus aproximando-se de Jesus pergunta se é licito pagar ou não o imposto à Cesar. Jesus sabendo da maldade seu coração responde que se dê a Cesar o que é de Cesar e a Deus o que é de Deus. Em outras palavras, Cesar, embora queira, não lhe é permitido ocupar o lugar de Deus. A lei de Cesar não está acima da lei de Deus. O que é material pertence à Cesar, mas o que é de veneração e adoração, pertence somente a Deus. É importante fazer esta distinção. Os objetivos de Cesar e o de Jesus, são outros, seu Deus é outro, não se pode igualar as realidades.

Jesus conhece o coração humano. Jesus é Deus, ele nos conhece, inteiramente, desde da parte mais perceptível àquela que não vemos e nem conhecemos, nós mesmos. Deus é um Deus que enxerga a partir de dentro. Ele vê além, vê as nossas mais profundas e escondidas intenções.

Peçamos de Deus a graça de transformar o nosso coração, assemelhando-o ao seu manso e humilde coração.

 

Leandro Francisco da Silva

Pós-noviço salesiano

leandrofsdb@yahoo.com.br

Deixe sua mensagem para nós: