Sexta-feira da 18ª semana do Tempo Comum – Santa Clara, virgem

Evangelho (Mt 16, 24-28)

Naquele tempo, 
24 Jesus disse aos discípulos: 
‘Se alguém quer me seguir, renuncie a si mesmo, 
tome a sua cruz e me siga. 

25 Pois quem quiser salvar a sua vida vai perdê-la; 
e quem perder a sua vida por causa de mim, 
vai encontrá-la. 
26 De fato, que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro 
mas perder a sua vida? 
O que poderá alguém dar em troca de sua vida? 
27 Porque o Filho do Homem 
virá na glória do seu Pai, com os seus anjos, 
e então retribuirá a cada um de acordo com a sua conduta. 
28 Em verdade vos digo: 
Alguns daqueles que estão aqui não morrerão 
antes de verem o Filho do Homem vindo com o seu Reino.’ 

 

Reflexão:

Queridos irmãos,

A liturgia da Palavra desta sexta-feira da 18ª semana comum nos coloca na perspectiva da doação da própria vida. Jesus, nos precede na missão de testemunhar a fé com a doação e entrega da própria vida. Com Jesus e na relação com Ele aprendemos a viver uma vida de desprendimento. Uma vida a partir do essencial da vida cristã, isto é, de Deus.

Jesus propõe aos discípulos um itinerário de fé dos seus discípulos. É um itinerário exigente, por isso, requer fé e perseverança. É preciso constância na vida de oração. É preciso uma vida de relação com Deus. É na Eucaristia que encontramos o gesto mais bonito, ablativo e permanente do amor de Deus. Na Eucaristia nos vemos, sempre e a cada dia, visitados por Deus. Deus, em Jesus, desejou permanecer entre os homens. Armou entre nós sua tenda, fez da humanidade sua morada. A Eucaristia é, portanto, o ícone do maior e mais permanente da aliança de amor que Deus fez com a humanidade. É olhando para a Eucaristia que nos enxergamos necessitados de um amor assim, decidido, corajoso, disposto a dar a vida pela salvação dos homens, os mesmos que o matou na Cruz. É amor.

Aprendamos com Jesus este belo gesto do desprendimento que nos torna, homens e mulheres, servidores do evangelho, corajosos na missão de servir e de evangelizar. Que Deus nos dê a graça de perder nossa vida, afim de viver a perfeita e douradora vida, a vida de relação com Ele. Assim seja. Amém.

Leandro Francisco da Silva

Pós-noviço salesiano

leandrofsdb@yahoo.com.br

Deixe sua mensagem para nós: