Bom dia, Sábado da 5ª semana do Tempo comum 1ª Parte, Santa Escolástica.
Evangelho do dia (Mc 8,1-10)
1Naqueles dias, havia de novo uma grande multidão e não tinha o que comer. Jesus chamou os discípulos e disse: 2“Tenho compaixão dessa multidão, porque já faz três dias que está comigo e não têm nada para comer. 3Se eu os mandar para casa sem comer, vão desmaiar pelo caminho, porque muitos deles vieram de longe”.
4Os discípulos disseram: “Como poderia alguém saciá-los de pão aqui no deserto?” 5Jesus perguntou-lhes: “Quantos pães tendes?” Eles responderam: “Sete”.
6Jesus mandou que a multidão se sentasse no chão. Depois, pegou os sete pães, e deu graças, partiu-os e ia dando aos seus discípulos, para que o distribuíssem. E eles os distribuíram ao povo.
7Tinham também alguns peixinhos. Depois de pronunciar a bênção sobre eles, mandou que os distribuíssem também. 8Comeram e ficaram satisfeitos, e recolheram sete cestos com os pedaços que sobraram. 9Eram quatro mil, mais ou menos. E Jesus os despediu. 10Subindo logo na barca com seus discípulos, Jesus foi para a região de Dalmanuta.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor !

Reflexão:

Jesus sábia que aquela multidão estava com fome então pensou primeiramente em acalmá los, conseguindo que todos se sentassem, só assim realizou a multiplicação, distribuiu os pães e os peixes, para saciá-los e até sobrou para que entendessem que o pouco com DEUS se torna muito.
Nas nossas vidas temos que fazer da mesma forma, por mais que a situação esteja preocupante, desesperadora, devemos manter a calma sempre, confiando que Ele sabe de tudo e está sempre conosco e acreditar que para DEUS não existe impossível. Podemos ter certeza de que Ele estará disponível se doando de corpo, sangue e Divindade todos os dias na eucaristia para saciar a fome de qualquer um, seja qual for o alimento necessário que pedimos, físico, espiritual ou qualquer outro, tenham certeza que nossas necessidades sempre serão atendidas, claro se aquilo que pedimos for para a nossa salvação, ou o melhor que DEUS tem para nós no momento, seremos alimentados e alcançaremos a cura ou a graça desejada.
parecia impossível multiplicar os peixes e os pães, pois aparentemente eram tão poucos.
Conosco acontece da mesma forma, quando parece humanamente não ter solução, não ter como resolver, se entregamos nas mãos de DEUS e confiarmos na sua misericórdia infinita tudo se resolve da melhor forma, claro no tempo de Deus, de acordo com a vontade suprema,.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *