Bom dia, Sábado da 4ª semana do Tempo quaresmal, São Patrício.
Evangelho do dia (Jo 7,40-53)
Naquele tempo, 40Ao ouvirem as palavras de Jesus, algumas pessoas da multidão diziam: ‘Este é, verdadeiramente, o Profeta.’ 41Outros diziam: ‘Ele é o Messias’. Mas alguns objetavam: Porventura o Messias virá da Galileia? 42Não diz a Escritura que o Messias será da descendência de Davi e virá de Belém, povoado de onde era Davi?’
43Assim, houve divisão no meio do povo por causa de Jesus. 44Alguns queriam prendê-lo, mas ninguém pôs as mãos nele. 45Então, os guardas do Templo voltaram para os sumos sacerdotes e os fariseus,e estes lhes perguntaram: ‘Por que não o trouxestes?’
46Os guardas responderam: ‘Ninguém jamais falou como este homem.’ 47Então os fariseus disseram-lhes: ‘Também vós vos deixastes enganar? 48Por acaso algum dos chefes ou dos fariseus acreditou nele? 49Mas esta gente que não conhece a Lei, é maldita!’
50Nicodemos, porém, um dos fariseus, aquele que se tinha encontrado com Jesus anteriormente, disse: 51’Será que a nossa Lei julga alguém, antes de o ouvir e saber o que ele fez?’ 52Eles responderam: ‘Também tu és galileu, porventura? Vai estudar e verás que da Galileia não surge profeta.’ 53E cada um voltou para sua casa.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

Reflexão:

Naquela época o povo sabia através das escrituras que apareceria vindo de Belém o Messias, o escolhido, filho de DEUS.
Esperavam ser um homem da família mais rica possível, mais culto, mais estudado e mais influenciado do que qualquer um de acordo com os conceitos valorizados até hoje pelo mundo.
Quando o povo viu que Jesus Cristo veio da Galiléia era tão simples, tão humilde nas palavras e nas atitudes, duvidaram e não quiseram acreditar, assim O julgando a todo tempo ainda resolveram prendê- lo, sacrificá- lo e como se não bastasse ainda faze- lo passar pela via dolorosa até crucifica lo.
Senhor tende piedade de nós, pelas vezes que não reconhecemos e não enxergamos que a humildade contém todo valor necessário para nossas vidas e muitas vezes no orgulho pecamos contra Ti, não correspondendo a Vossa vontade, diante disso só temos em que Te agradecer por nos salvar, te bem dizer pelo dom da vida, louvar e glorifica lo pelo Vosso perdão, pela Vossa misericórdia e bondade infinita que nos purifica com todo amor de Pai e por nos santificar e conduzir com Teu Espírito Santo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *