Segunda-feira da 17ª semana do Tempo Comum

Evangelho (Mt 13, 31-35)

Naquele tempo: 
31 Jesus contou-lhes outra parábola: 
‘O Reino dos Céus é como uma semente de mostarda 
que um homem pega e semeia no seu campo. 

32 Embora ela seja a menor de todas as sementes, 
quando cresce, fica maior do que as outras plantas. 
E torna-se uma árvore, de modo que os pássaros vêm 
e fazem ninhos em seus ramos.’ 
33 Jesus contou-lhes ainda uma outra parábola: 
‘O Reino dos Céus é como o fermento 
que uma mulher pega e mistura com três porções de farinha, 
até que tudo fique fermentado.’ 
34 Tudo isso Jesus falava em parábolas às multidões. 
Nada lhes falava sem usar parábolas, 
35 para se cumprir o que foi dito pelo profeta: 
‘Abrirei a boca para falar em parábolas; 
vou proclamar coisas escondidas desde a criação do mundo’.

 

Reflexão:

Queridos irmãos,

A Palavra de Deus desta segunda-feira da 17ª semana do tempo comum nos insere na perspectiva cristã de fazer a diferença, de ser presença no mundo, uma presença capaz de mudar o mundo, de transforma-lo à luz da fé.

As parábolas da semente e do fermento nos apresenta uma pertinente “contradição”. O que é pequena e imperceptível tornar-se uma frondosa árvore e o fermento que faz crescer. Essa é a lógica de Jesus. Usar dos pequenos e humildes para confundir os grandes, os soberbos e donos de si mesmos. É preciso manter-se pequeno, afim de ser, por Deus, capacitado, dotado de sua sabedoria e inteligência.

Assim como a semente que, embora, pequenina, cai na terra e, no seu interior, silenciosamente, tornar-se uma grande árvore e o fermento, cujos grãos são incontáveis, precisamos ser, no mundo, sementes e fermentos de uma nova humanidade, germinada a partir de Deus. Como a semente e o fermento precisamos ser homens e mulheres do testemunho.

Que Deus nos dê esta graça, tão urgente e necessária para o nosso tempo, inserido num mundo de tanta carência em boas referências. Assim seja. Amém.

Leandro Francisco da Silva, SDB

Pós noviço salesiano

leandrofsdb@yahoo.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *