Terça feira da 31ª semana do tempo comum, São Vilibrardo.
Evangelho (Lc 14,15-24)

Naquele tempo, 15 um homem que estava à mesa disse a Jesus: “Feliz aquele que come o pão no Reino de Deus!”

16 Jesus respondeu: “Um homem deu um grande banquete e convidou muitas pessoas. 17 Na hora do banquete, mandou seu empregado dizer aos convidados: ‘Vinde, pois tudo está pronto’.
18 Mas todos, um a um, começaram a dar desculpas. O primeiro disse: ‘Comprei um campo, e preciso ir vê-lo. Peço-te que aceites minhas desculpas’. 19 Um outro disse: ‘Comprei cinco juntas de bois, e vou experimentá-las. Peço-te que aceites minhas desculpas’. 20 Um terceiro disse: ‘Acabo de me casar e, por isso, não posso ir’.
21 O empregado voltou e contou tudo ao patrão. Então o dono da casa ficou muito zangado e disse ao empregado: ‘Sai depressa pelas praças e ruas da cidade. Traze para cá os pobres, os aleijados, os cegos e os coxos’.
22 O empregado disse: ‘Senhor, o que tu mandaste fazer foi feito, e ainda há lugar’. 23 O patrão disse ao empregado: ‘Sai pelas estradas e atalhos, e obriga as pessoas a virem aqui, para que minha casa fique cheia’. 24 Pois eu vos digo: nenhum daqueles que foram convidados provará do meu banquete”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor !

Reflexão:

DEUS nos chama de todas as formas para participar desta festa, o banquete celestial que nos é oferecido todos os dias como Jesus Eucarístico o Pão do céu, mas também respeita nosso livre arbítrio, se não quisermos seguir o seu caminho, guiados pela igreja somos chamados a conhecer melhor a Palavra, viver melhor em comunidade a humildade de coração e fazer o melhor aos nossos irmãos buscando a nossa salvação. Se não aceitarmos este convite inventando sempre nossas desculpas, certamente caíremos na escuridão e muito provavelmente não seremos mais convidados para entrar no paraíso celestial.

Deixe sua mensagem para nós: