Bom dia, Domingo, 4ª Semana da Páscoa, Jesus o bom pastor, Santa Maria Egipcíaca.
Evangelho do dia (Jo 10,11-18)
Naquele tempo, disse Jesus: 11“Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida por suas ovelhas. 12O mercenário, que não é pastor e não é dono das ovelhas, vê o lobo chegar, abandona as ovelhas e foge, e o lobo as ataca e dispersa. 13Pois ele é apenas um mercenário que não se importa com as ovelhas.
14Eu sou o bom pastor. Conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem, 15assim como o Pai me conhece e eu conheço o Pai. Eu dou minha vida pelas ovelhas.
16Tenho ainda outras ovelhas que não são deste redil: também a elas devo conduzir; elas escutarão a minha voz, e haverá um só rebanho e um só pastor.
17É por isso que meu Pai me ama, porque dou a minha vida, para depois recebê-la novamente. 18Ninguém tira a minha vida, eu a dou por mim mesmo; tenho poder de entregá-la e tenho poder de recebê-la novamente; essa é a ordem que recebi de meu Pai”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor !

Reflexão:

Quando Jesus diz Eu sou o bom Pastor, conheço as minhas ovelhas, imaginemos esta palavra bom, traduz tudo, somos nós a quem está se referindo, ou seja ninguém nos conhece melhor do que o Pai, Ele sabe de tudo, mais tudo mesmo, nos conhece melhor do que nós mesmos, por isso faz a comparação com um mercenário, afirmando então que o mesmo nos abandona nas horas mais difíceis, não se importa conosco porquê não nos conhece, recebe o que quer e vai embora por não saber que haverá um só rebanho e um só pastor não se preocupa em nos proteger.
Pois se soubesse com certeza como nós, seria bem mais justo e por amor daria também sua vida para recebe lá novamente,.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *