Bom dia, Sexta feira da 2ª semana do Natal, São João Nepomuceno Neumann.
Evangelho do dia (Jo 1,43-51)
Naquele tempo, 43Jesus decidiu partir para a Galileia. Encontrou Filipe e disse: “Segue-me”. 44Filipe era de Betsaida, cidade de André e de Pedro
45Filipe encontrou-se com Natanael e lhe disse: “Encontramos aquele de quem Moisés escreveu na Lei, e também os profetas: Jesus de Nazaré, o filho de José”.
46Natanael disse: “De Nazaré pode sair coisa boa?” Filipe respondeu: “Vem ver!” 47Jesus viu Natanael que vinha para ele e comentou: “Aí vem um israelita de verdade, um homem sem falsidade”. 48Natanael perguntou: “De onde me conheces?” Jesus respondeu: “Antes que Filipe te chamasse, enquanto estavas debaixo da figueira, eu te vi”. 49Natanael respondeu: “Rabi, tu és o Filho de Deus, tu és o Rei de Israel”.
50Jesus disse: “Tu crês porque te disse: Eu te vi debaixo da figueira? Coisas maiores que esta verás!” 51E Jesus continuou: “Em verdade, em verdade eu vos digo: Vereis o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do Homem”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor !

Reflexão:

A vontade de DEUS é que sejamos como Natanael, um Cristão autêntico, sem falsidade, que ouviu e acreditou fielmente que Jesus iria passar algum dia debaixo daquela figueira e ficou orando e esperando até o salvador passar e quando chegou aquele momento tão esperado, o recebeu exclamando “Rabi, Tu és o Filho de DEUS!”
Devemos também escolher qualquer figueira que for (um altar, uma capela, quarto, sala, etc..) não importa qual o local, desde que seja um lugar onde conseguimos concentração para ouvir o Espírito Santo e intimamente conversar com DEUS. Temos que confiar que o que pedimos, se reconhecermos nossa pequenes e clamando a misericórdia do Senhor se for para nossa salvação no tempo do Senhor alcançaremos e ainda contemplaremos coisas maiores do alto,.

Deixe sua mensagem para nós: