Sexta feira da 30ª semana do tempo comum, São Martinho de Lima.
Evangelho (Lc 14,1-6)

1 Aconteceu que, num dia de sábado, Jesus foi comer na casa de um dos chefes dos fariseus. E eles o observavam.

2 Diante de Jesus, havia um hidrópico. 3 Tomando a palavra, Jesus falou aos mestres da Lei e aos fariseus: “A Lei permite curar em dia de sábado, ou não?” 4 Mas eles ficaram em silêncio.
Então Jesus tomou o homem pela mão, curou-o e despediu-o. 5 Depois lhes disse: “Se algum de vós tem um filho ou um boi que caiu num poço, não o tira logo, mesmo em dia de sábado?” 6 E eles não foram capazes de responder a isso.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor !

Reflexão: 

Nem mesmo os fariseus, aqueles que na época achavam se os conhecedores da lei, donos de todas as razões humanas, poderiam responder depois desta explicação clara a respeito do tempo colocado por Jesus Cristo.
Isso faz nos compreender, como é grande a misericórdia de DEUS, pois sabendo da forma que cada um dos fariseus viviam e julgavam tinham seus corações duros gananciosos e maldosos, Jesus sabia de todos os planos e pensamentos daqueles homens, estava numa refeição na casa dos chefes fariseus mais uma vez? Com certeza está era a vontade do Pai para ensina los a Palavra e provar que a cura a conversão de vida a nossa salvação não pode esperar o tempo cronológico do mundo, ou seja o quanto antes devemos dar liberdade para graça de DEUS agir.
Precisamos muitas vezes estar próximos das pessoas que nos fazem mau, para ensiná los algo (Amor de DEUS), e ao mesmo tempo aprendermos a perdoá los pois eles não sabem o que fazem, Más DEUS os ama da mesma forma conforme nos ama,.

Deixe sua mensagem para nós: