Lista completa com nome do santo de cada dia deste mês, história e fatos importantes narrados pela Igreja Católica e historiadores.

1. Beata Joana Maria Bonomo, abadessa (†1670). Muito favorecida por visões místicas, recebeu durante um êxtase os estigmas da Paixão de Cristo. Foi abadessa do mosteiro beneditino de Bassano, Itália.

2. Santa Ângela da Cruz Guerrero González, virgem (†1932). Fundadora das Irmãs da Companhia da Cruz, em Sevilha, Espanha, não permitia para si mesma nenhum privilégio sem reservá-lo também para os pobres, aos quais servia e costumava chamar de seus patrões.

3. Beato Jacobino de Canepacci, religioso (†1508). Irmão leigo carmelita do mosteiro de Vercelli, Itália.

4. São Casimiro (†1484).
Beato Humberto de Saboia, monge (†1188). Constrangido a abandonar o claustro para se ocupar dos assuntos públicos, logo retornou à vida monástica com maior empenho.

5. São Virgílio de Arles, Bispo (†cerca de 618). Recebeu em sua diocese Santo Agostinho da Cantuária e os monges enviados por São Gregório Magno para evangelizar a Inglaterra.

6. São Juliano, Bispo (†690). Reuniu três Concílios em Toledo, Espanha. Expôs em seus escritos a verdadeira doutrina, dando mostras de caridade e zelo pelas almas.

7. Santas Perpétua e Felicidade, mártires (†203).
São João Batista Nam Chong-sam, mártir (†1866). Camareiro real, converteu-se ao Cristianismo, passando a ser mal visto pela corte. Foi preso, torturado e decapitado, em Seul.

8. São João de Deus, religioso (†1550).
Santo Estêvão de Obazine, abade (†1159). Primeiro abade do mosteiro de Obazine, França. Uniu à Ordem Cisterciense os três mosteiros por ele fundados.

9. Santa Francisca Romana, religiosa (†1440).
São Bruno Bonifácio de Querfurt, Bispo e mártir (†1009). Capelão da corte do imperador Oton III, fez-se monge camaldulense, tomando o nome de Bonifácio. Nomeado posteriormente Bispo de Querfurt pelo Papa João X, foi trucidado por idólatras durante uma missão na Morávia Oriental.

10. Beato Elias do Socorro Neves del Castillo, presbítero e mártir (†1928). Sacerdote agostiniano fuzilado em Cortázar, México, por exercer seu ministério.

11. São Domingos Câm, presbítero e mártir (†1859). Após exercer clandestinamente durante muitos anos o ministério sacerdotal no Vietnã, foi decapitado em Hung Yên por ordem do imperador Tu Ðuc.

12. Beata Fina de São Geminiano, virgem (†1253). Morreu aos quinze anos em São Geminiano, Itália, após suportar com admirável paciência os sofrimentos decorrentes de uma enfermidade contraída na infância.

13. Beata Francisca Tréhet, virgem e mártir (†1794). Religiosa da Congregação da Caridade, guilhotinada em Ernée durante a Revolução Francesa.

14. Santa Paulina de Fulda, religiosa (†1107). Após ter se enviuvado por segunda vez, decidiu abraçar a vida religiosa e fundou na Turíngia, Alemanha, o mosteiro de Paulinzelle.

15. Beato Artêmides Zatti, religioso (†1951). Irmão coadjutor  salesiano que dedicou sua vida a cuidar dos enfermos num hospital da Patagônia, Argentina.

16. Beato João Sordi, Bispo e mártir (†1181). Religioso beneditino, desterrado pelo imperador Frederico Barba-Roxa por apoiar o Papa Alexandre III contra o antipapa Vítor IV. Após ter governado a diocese de Mântua, Itália, foi nomeado Bispo de Vicenza, onde foi assassinado por um sicário.

17. São Patrício, Bispo (†461).
Santa Gertrudes, abadessa (†659). De origem nobre, fez os votos no mosteiro de Nivelle, Bélgica, onde viveu entre jejuns e vigílias, destacando-se como assídua leitora das Sagradas Escrituras.

18. São Cirilo de Jerusalém, Bispo e Doutor da Igreja (†cerca de 386).
São Bráulio, Bispo (†651). Discípulo e amigo de Santo Isidoro de Sevilha, nomeado Bispo de Saragoça, Espanha. Lutou contra a heresia ariana que ainda persistia naquela região.

19. São José, esposo da Bem-Aventurada Virgem Maria, Padroeiro da Igreja Universal.
Beato Marcelo Callo, mártir (†1945). Jovem leigo francês preso durante a II Guerra Mundial no campo de concentração Güsen II, em Mauthausen, Áustria, onde morreu vítima das privações e maus tratos.

20. São Martinho de Braga, Bispo (†cerca de 579). Bispo de Braga, Portugal, que converteu da heresia ariana os suevos de sua diocese. Enriqueceu a Igreja com seus escritos.

21. São Nicolau de Flüe, eremita (†1487). Aos 50 anos, com o consentimento de sua esposa, recolheu-se em um monte onde passou o resto da vida em oração e contemplação. É o padroeiro da Suíça.

22. Santa Leia, viúva (†cerca de 383). Dama romana cujas virtudes foram elogiadas por São Jerônimo.

23. São Turíbio de Mogrovejo, Bispo (†1606).
Beato Metódio Domingos Trika, presbítero e mártir (†1959). Sacerdote redentorista, encarcerado numa cela úmida da prisão de Leopoldov, Eslováquia, onde morreu de pneumonia.

24. Santa Catarina da Suécia, virgem (†1381). Filha de Santa Brígida, casou-se com um nobre sueco e ambos decidiram conservar a virgindade. Ingressou aos 44 anos no mosteiro de Vadstena, Suécia, do qual foi abadessa.

25. São Dimas (†séc. I). O bom ladrão, que na cruz reconheceu a Nosso Senhor e mereceu ouvir: “Hoje estarás comigo no Paraíso” (Lc 23, 43).

26. Beata Madalena Catarina Morano, virgem (†1908). Religiosa salesiana que recebeu o hábito das mãos de sua fundadora. Erigiu na Sicília, Itália, inúmeras casas e escolas dedicadas à catequese.

27. Beata Panacea de Muzzi, virgem e mártir (†1383). Jovem pastora de Quarona, Itália, que aos 15 anos, enquanto rezava, foi assassinada por sua madrasta cujos maus tratos vinha sofrendo com paciência.

28. São José Sebastião Pelczar, Bispo (†1924). Fundador da Congregação das Escravas do Sagrado Coração de Jesus, foi Bispo de Przemy?l (Polônia) e mestre exímio de vida espiritual.

29. São Ludolfo, Bispo e mártir (†1250). Cônego premonstratense, eleito Bispo de Ratzeburg, Alemanha. Foi preso por defender a liberdade da Igreja e morreu devido aos maus tratos recebido no cárcere.

30. São João Clímaco, abade (†649). Autor do famoso livro Escada do Paraíso, escrito no mosteiro do Monte Sinai, no qual representa o progresso espiritual como uma escada de trinta degraus para chegar a Deus.

31. Beato Boaventura de Forli, presbítero (†1491). Sacerdote servita que, com sua pregação em diversas regiões italianas, moveu o povo à penitência. Foi Vigário-Geral de sua Ordem.

Fonte: http://divinaprovidencia.blog.arautos.org/

Deixe sua mensagem para nós: