Para poder aproveitar este artigo, leia o artigo sobre posturas e posições litúrgicas.

Este artigo irá dar uma visão geral para auxiliar o treinamento imediato dos servidores do altar, mas é útil e necessário estudar parte por parte para poder participar dignamente da Missa não só exteriormente, nos gestos e posições, mas também nas disposições interiores, compreendendo o que acontece e cada momento da Missa.

Neste artigo não trataremos das funções específicas como librífero ou turiferário, mas apenas da postura do servidor durante a Missa simples. É necessário dizer que não existem “rubricas” para o coroinha, mas sim uma longa tradição que diz como ele deve se comportar.

Regras Gerais

  • Nunca deixar o padre esperando.
  • Nunca olhar para o povo, rir, conversar  sem necessidade ou se deixar distrair durante o serviço.
  • Não se abane, não balance as mãos ou os pés, não dê as mãos aos demais, em nenhum momento.
  • Não saia do presbitério sem motivo.
  • Manter as posturas durante toda a Missa. Lembre-se que você, ali, representa os anjos e os santos.
  • Sincronia e Simetria, sempre.

Antes de chegar na Igreja

  • Prepare-se bem espiritualmente para a Missa.
  • Não coma com pelo menos 1h de antecedência.
  • Vista-se com modéstia.
    • Rapazes, com calças compridas, sapatos fechados e camisa com mangas, de preferência camisa social.
    • Moças, com saias ou vestidos abaixo do joelho, ou outra roupa que não seja apertada nem tenha decotes e sapato fechado.
  • Saia cedo, para chegar com pelo menos 15 minutos de antecedência.

Ao chegar na Igreja

  • Faça genuflexão ao sacrário, ou vênia profunda para o altar – caso o sacrário não esteja no Centro.
  • Faça o sinal da Cruz, com água benta, se houver.
  • Reze um pouco antes de ir para a sacristia.
  • Vá para a sacristia e se vista.
  • Ajude a arrumar as coisas para a Missa.
  • Reze antes da Missa começar, preferencialmente com o grupo.

Ritos Iniciais

  • Participe da procissão de entrada com devoção. Olhos baixos, mãos juntas – exceto se estiver segurando algo – passo ordenado. Sem olhar para o povo.
  • Ao chegar ao altar, faça genuflexão ou vênia profunda.
  • Suba e vá para o seu lugar.
  • Faça o sinal da Cruz junto com o padre, apenas uma vez, dizendo apenas “Amém” após. Depois volte a juntar as mãos.
  • Quando iniciar o Ato Penitencial, curve um pouco a sua cabeça e fique desta maneira durante até o “Deus todo poderoso, tenha compaixão de nós […]” e responda “Amém” após.
    • Se for o Confiteor rezado, bata no peito três vezes ao “Por minha culpa, minha tão grande culpa“.
    • Se houver aspersão, fazer o sinal da cruz ao ser aspergido.
  • No Glória, fazer inclinação de cabeça às palavras “Jesus Cristo“.
  • Participar do demais momentos dos ritos iniciais de pé, com as mãos juntas. Sem palmas. Sem levantar folhetos os as mãos.

Liturgia da Palavra

  • Depois que o celebrante sentar, os coroinhas se sentam todos juntos e assim permanecem até o Aleluia.
  • Quando o sacerdote se dirigir ao Ambão, voltar-se para ele, ficando de frente para o ambão.
  • Quando o sacerdote ou diácono disser “Proclamação do Evangelho“, traçar o sinal da cruz com o polegar na cabeça, nos lábios e no peito às palavras “Jesus Cristo“.
  • Quando acabar o Evangelho, dizer “Glória a vós, Senhor” e sentar-se junto a todos para a homilia (se for o caso). Não há necessidade de esperar qualquer outra coisa.
  • No Credo, fazer inclinação de cabeça às palavras “Jesus Cristo” e inclinação profunda às palavras “E se encarnou pelo poder do Espírito Santo” (Credo Niceno-Constantinopolitano) ou “Foi concebido pelo poder do Espírito Santo” (Credo Apostólico).

Liturgia Eucarística

  • Se você não for servir na Credência, sente imediatamente após a Oração dos Fiéis
  • Se for servir, dirija-se à Credência e, de maneira ordenada, execute seu serviço:
    • Leve o cálice segurando abaixo do “nó” (a separação que tem na base do cálice) com a mão direita, e apoie sua mão sobre a pala – sem fazer muita força. Após entregar, faça uma vênia média ao padre ou diácono.
    • Se houver âmbulas, leve imediatamente após levar o cálice, destampadas. Após entregar, faça uma vênia média ao padre ou diácono.
    • Leve as galhetas quando o padre colocar a patena sobre o corporal. Vinho na mão direita, água na esquerda. (Pode-se beijar pouco antes de as entregar ao padre, mas se for beijar não deixe para beijar na hora de entregar). Após finalizar, faça uma vênia média.
    • Se a Missa tiver incenso, leve após o padre colocar o cálice sobre o corporal. Ofereça para colocar incenso antes, depois o acompanhe nas incensações. Se houver algum coroinha sentado, levanta-se quando o turiferário for incensar o povo.
    • Leve o lavabo. Após finalizar, faça uma vênia média ao padre ou diácono.
    • Retorne os objetos à credência e depois volte ao seu lugar, permanecendo de pé.
  • Se houver algum coroinha sentado, levantar-se às palavras “Orai, irmãos” e assim permanecer, em pé e de mãos juntas.
  • No prefácio, responder as invocações iniciais de mãos juntas. Nada de fazer “gestos teatrais” nas respostas “Ele está no meio de nós” ou “o nosso coração etc“. Na frase “Demos graças ao Senhor etc“, não fazer vênia, mas permanecer em normalmente.
  • Quando o padre realizar a Epíclese (Impor as mãos), toca-se o sino e todos ajoelham.
  • No momento da elevação, adorar o Senhor em silêncio.
  • Quando o padre fizer genuflexão, não há a necessidade de fazer vênia. Permaneça ereto, com olhar baixo e mãos postas, de joelhos.
  • Levantar-se na hora acertada:
    • Ou logo após o sacerdote dizer “Eis o Mistério da Fé“.
    • Ou logo após o “Amém” do “Por Cristo, com Cristo, etc“.
  • Continuar de pé em postura recolhida durante o resto da Oração Eucarística.
  • Na hora do Pai Nosso, não dar as mãos nem levantá-las em postura de oração, mas mantê-las juntas.
  • Se houver o sinal da paz, saudar as pessoas ao lado dizendo “A paz esteja contigo” ou “Paz de Cristo“. Não se movimentar muito para saudar ninguém.
  • Acompanhar o sacerdote ou ministros para na distribuição da comunhão.
  • Comungar na boca, em pé ou de joelhos.
  • Ao retornar para o altar, manter-se de pé. Não se deve sentar.

Ritos Finais

  • Permanecer de pé para os ritos finais.
  • Se houver avisos, parabéns ou qualquer outra coisa, manter-se com boa postura, de pé, mãos postas.
  • Inclinar-se na hora da benção, após o sacerdote dizer “O senhor esteja convosco!”
  • Fazer o sinal da cruz durante a benção.
  • Retornar à sacristia da mesma maneira e ordem que veio.

Após a Missa

  • Ajudar a arrumar tudo.
  • Rezar em grupo após o serviço.
  • Tirar as vestes e guardá-las com cuidado.
  • Voltar aos bancos para breve oração de Ação de Graças.
  • Fazer genuflexão antes de sair da Igreja. Fazer também o sinal da Cruz.

Fonte: https://manualdocoroinha.com.br/

Deixe sua mensagem para nós: