Encontro marcou o Sínodo dos Jovens e os 51 anos de sacerdócio do padre, que é Dehoniano de Taubaté.

Padre Zezinho, da Congregação do Sagrado Coração de Jesus, em Taubaté, esteve com o Papa Francisco na última quinta-feira (21), quando comemorou 51 anos de sacerdócio. O encontro aconteceu na Casa Santa Marta, no Vaticano, onde o Papa realizou uma missa especial.

O padre ficou no Vaticano durante uma semana, onde participou do Sínodo dos Jovens. A reunião contou com bispos e jovens do mundo todo, que propuseram a criação de um livro com informações e depoimentos colhidos com os jovens, com o objetivo de ampliar a participação deles na igreja. O trabalho deverá ser concluído em dois anos.

Após o Sínodo, um grupo de dez padres, dois bispos e um cardeal foi convidado para a missa com o Papa. “Já estive com cinco Papas e é sempre emocionante. Quando Francisco esteve em Aparecida eu não estava tão bem de saúde [referindo-se ao AVC que sofreu em 2012]. Fiquei encantado. Me senti privilegiado em participar dessa missa com o Papa porque são poucas pessoas que podem. E ainda por estar comemorando 51 anos de sacerdócio. Fui convidado devido a minha aproximação com os jovens, pelos livros e CDs gravados”, disse.

Durante os anos na igreja, Padre Zezinho, considerado um precursor da linha dos padres cantores, como Marcelo Rossi e Fábio de Melo, soma 94 livros escritos, 117 discos e 1.700 canções gravadas em mais de 30 países. Entre as mais conhecidas estão: Um Certo Galileu, Maria de Nazaré, Amar Como Jesus Amou, Oração pela Família, És Água Viva e Maria da Minha Infância.

A vontade de usar a música como meio de evangelização surgiu durante o período em que fez seminário na cidade de Milwaukee, no estado de Wisconsin (nos Estados Unidos), onde foi ordenado.

O último álbum, ‘Mil Vezes Aparecida’, foi lançado em homenagem aos 300 anos de Nossa Senhora Aparecida – que será comemorado no próximo dia 12 de Outubro. O G1 está com uma página especial sobre os 300 anos do encontro da imagem nas águas do Rio Paraíba.

A obra deverá ser entregue ao Papa. “Entreguei para Dom João, que também é brasileiro, com a certeza que chegará até as mãos do Papa Francisco”, disse.

Após o encontro, o padre foi convidado a ser correspondente do Vaticano. Ele aceitou e, a partir do próximo mês, deverá enviar um artigo por semana, em que falará sobre os jovens.

Padre Zezinho participa de missa presidida pelo Papa (Foto: Divulgação/Rádio Vaticano) Padre Zezinho participa de missa presidida pelo Papa (Foto: Divulgação/Rádio Vaticano)

Padre Zezinho participa de missa presidida pelo Papa (Foto: Divulgação/Rádio Vaticano)

Fonte: https://g1.globo.com/sp/vale-do-paraiba-regiao/noticia/padre-zezinho-se-encontra-com-papa-francisco-no-vaticano.ghtml

Deixe sua mensagem para nós: