Quarta- feira da 27ª semana do tempo comum, Santo Alexandre Sauli.
Evangelho (Lc 11,1-4)

1 Um dia, Jesus estava rezando num certo lugar. Quando terminou, um de seus discípulos pediu-lhe: “Senhor, ensina-nos a rezar, como também João ensinou a seus discípulos”.

2 Jesus respondeu: “Quando rezardes, dizei: ‘Pai, santificado seja o teu nome. Venha o teu Reino. 3 Dá-nos a cada dia o pão de que precisamos, 4 e perdoa-nos os nossos pecados, pois nós também perdoamos a todos os nossos devedores; e não nos deixes cair em tentação’”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor !

Reflexão: 

Quando um dos discípulos perguntou como rezar a Jesus, Ele apresentou a oração Universal conhecida como Pai Nosso, perguntamos quantos hoje também dizem não saber rezar, por não praticarem, Ou seja, neste mundo cada vez mais dominante, moderno, nos induz a deixar os compromissos humanos que fazem a vontade da carne superarem a necessidade da alma que é a oração, assim não priorizamos DEUS em primeiro lugar.
Acredito que a oração sincera, é aquela que com toda concentração e calma nós dialogamos com o Senhor e reconhecemos o amor Dele por nós e por nossos, por tudo que nos provê e nos ensina através das situações no dia dia, e sem murmurar reconhecendo que tudo tem um propósito para nossa salvação, primeiramente O louvamos e agradecemos, depois pedimos as nossas  necessidades, mas sempre pedindo que seja feita a vontade do Senhor e não a nossa.

José Magalhães Corrêa Neto

Deixe sua mensagem para nós: