Bom dia, Quinta feira da Semana Santa, São Constantino.
Evangelho do dia: (Jo 13,1-15)
1Era antes da festa da Páscoa. Jesus sabia que tinha chegado a sua hora de passar deste mundo para o Pai; tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim.
2Estavam tomando a ceia. O diabo já tinha posto no coração de Judas, filho de Simão Iscariotes, o propósito de entregar Jesus. 3Jesus, sabendo que o Pai tinha colocado tudo em suas mãos e que de Deus tinha saído e para Deus voltava, 4levantou-se da mesa, tirou o manto, pegou uma toalha e amarrou-a na cintura. 5Derramou água numa bacia e começou a lavar os pés dos discípulos, enxugando-os com a toalha com que estava cingido.
6Chegou a vez de Simão Pedro. Pedro disse: “Senhor, tu me lavas os pés?” 7Respondeu Jesus: “Agora, não entendes o que estou fazendo; mais tarde compreenderás”.
8Disse-lhe Pedro: “Tu nunca me lavarás os pés!” Mas Jesus respondeu: “Se eu não te lavar, não terás parte comigo”. 9Simão Pedro disse: “Senhor, então lava não somente os meus pés, mas também as mãos e a cabeça”.
10Jesus respondeu: “Quem já se banhou não precisa lavar senão os pés, porque já está todo limpo. Também vós estais limpos, mas não todos”.
11Jesus sabia quem o ia entregar; por isso disse: “Nem todos estais limpos”.
12Depois de ter lavado os pés dos discípulos, Jesus vestiu o manto e sentou-se de novo. E disse aos discípulos: “Compreendeis o que acabo de fazer? 13Vós me chamais Mestre e Senhor, e dizeis bem, pois eu o sou. 14Portanto, se eu, o Senhor e Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns dos outros. 15Dei-vos o exemplo, para que façais a mesma coisa que eu fiz.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor !

Reflexão:

Jesusmesmo sabendo de tudo que ia acontecer ainda, ou seja da traição de Judas e do negar de Pedro, demonstrou todo seu amor possível quando se prostrou de joelhos para lavar os pés dos discípulos.
Devemos observar que em momento algum fez aquilo com pressa ou mesmo de qualquer jeito, pelo contrário naquele momento quis nos transmitir toda calma, toda paciência e toda bondade de um coração puro, aquele que devemos nos espelhar em todas nossas atitudes pro resto de nossas vidas.
A atitude de Jesus em se prostrar diante dos discípulos e lavar os pés de cada um, traduzindo em palavras nos fala a todo momento sobre o valor da humildade, da pequenez, ou seja não importa o que você é nem o que você tem, qual seu cargo, se patrão ou subordinado, não importa seu status, a única diferença que importará é o coração de um para o outro, pois a sagrada escritura afirma que somos irmãos em Cristo, todos iguais perante DEUS, que viemos do pó e voltaremos para o pó.
” Se sabeis isto, e o puserdes em prática, (viver a humildade) sereis felizes.”,.

Deixe sua mensagem para nós: